(051) 3395-4235

12/01/2017

Relação entre a intensidade do ronco e a pressão arterial sistêmica matinal

Estudo japonês da universidade de Fukuoka, publicado na revista Journal of Clinical Sleep Medicine do mês de dezembro de 2016, sugere associação entre o nível da pressão arterial sistêmica matinal e a intensidade do ronco.

Com o objetivo de determinar as conseqüências do ronco, independentemente da síndrome da apneia obstrutiva do sono, foi investigada a hipótese de que a intensidade do ronco teria relação direta com a pressão arterial sistêmica matinal. 191 trabalhadores japoneses foram avaliados durante duas noites, através da gravação do som da respiração na traquéia. A pressão arterial foi medida antes e depois do sono. Os dados da segunda noite de sono foram avaliados. 

Como resultado, verificou-se associação entre o aumento da pressão arterial sistêmica e a intensidade do ronco, mas os autores apontam que é necessário estudo prospectivo na população geral para aprofundar a análise dos resultados.